Quarta-feira, 9 de Maio de 2007
FIXEM ESTE ROSTO

Se não andam a dormir, já sabem do que se trata. Mas nunca é demais ajudar a divulgar este rosto, para que fique bem registado nas nossas cabeças, pois no caso de nos cruzarmos com ela, saberemos imediatamente o que fazer: Contactar a polícia, o quanto antes. Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

Muitas críticas se têm feito sobre a actuação da PJ e dos meios de comunicação no caso da Maddie, comparando-o com inúmeros casos que aconteceram anteriormente no nosso país, onde, por razões que a razão desconhece, o aparato nunca foi semelhante. Tanta atenção em redor de uma criança inglesa, quando em outros casos do género, com crianças portuguesas, nunca se viu tamanho empenho em apanhar os responsáveis. Realmente dá que pensar... eu nunca vi o rosto de uma criança portuguesa, desaparecida, em tantas capas de jornais, revistas, websites, e-mails, etc. É natural que não tenhamos perdido tempo a pensar nas razões que levam a toda esta azáfama, porque o que queremos é que este caso se resolva e que esta criança seja devolvida aos pais, o mais depressa possivel... sã e salva. Mas ao assistir ao programa "Prós e Contras", na RTP1, não resisti. Perdi 5 minutos a pensar e veio-me imediatamente à cabeça a palavra "Allgarve". Ora... "All" é inglês. Inglaterra é o país de origem desta criança. A maior parte dos turistas que visitam esta "nova" região do nosso país provém... exactamente, de Inglaterra. Hum... faz sentido. Quantos mihões de euros se gastaram na campanha do "Allgarve"? A quantos meses estamos do Verão? Qual será o prejuízo para o nosso país se, de repente, os britânicos considerarem o nosso país inseguro para passar férias? Maldita a hora em que pensei no assunto, pois agora sinto-me mal comigo próprio, por sequer duvidar por um segundo que não estamos todos unidos nesta causa pela simples razão de que somos bons cidadãos e um povo maravilhoso. A razão porque as nossas forças policiais e meios de comunicação estão tão empenhados neste desaparecimento, não importa. O que importa é que nada será como antes e estou certo de que a partir de agora, sempre que algo semelhante aconteça, a "fasquia" nunca poderá ser colocada abaixo daquela imposta neste caso. E essa é, concerteza, uma boa notícia para todos os portugueses. Podemos agora voltar a ajudar, da melhor maneira possivel, a descobrir onde está a pequena Maddie e esquecer todas estas questões secundárias (mas não esquecidas)?



publicado por GOMO às 19:05
link do post | comentar

1 comentário:
De Folha a 11 de Junho de 2007 às 14:54
Já que fala nisso... até que tem lá o seu quê de verdade. Ainda bem que somos muitos a pensar. Assim há alguns a abrir os olhos a outros.
Bem visto!


Comentar post

pesquisar
 
tags

todas as tags

links